BRAGA, Joaquim Teófilo Fernandes

Joaquim Teasceu em Ponta Delgada, a 24 de Fevereiro de 1843 e faleceu em Lisboa, a 28 de Janeiro de 1924. Filho de Joaquim Manuel Fernandes Braga e de D. Maria José da Câmara Albuquerque, era descendente da aristocracia local. Inicia os estudos em Ponta Delgada mas em 1861, muda-se para o continente, onde prossegue os estudos secundários. Em 1862, inscreve-se no curso de Direito na Universidade de Coimbra, que termina em 1867. Muda-se para Lisboa, em 1872, onde lecciona literatura no Curso Superior de Letras. Da sua carreira literária contam-se obras de história literária, etnografia (com especial destaque para as suas recolhas de contos e canções tradicionais), poesia, ficção e filosofia. É activo na política portuguesa desde 1878, ano em que concorre a deputado pelos republicanos federalistas. Volta a concorrer em 1880, 1881 e 1884. Exerceu vários cargos de destaque nas estruturas do Partido Republicano Português, embora nunca tenha pertencido à Maçonaria, tendo presidido várias vezes ao seu Directório. Em 1886, foi empossado vereador da Câmara Municipal de Lisboa. Com a implantação da Republica, preside ao governo provisório, de 5 de Outubro de 1910 a 3 de Setembro de 1911, acumulando o cargo de Presidente da República, que voltou a exercer de 19 de Maio a 5 de Agosto de 1915, face à demissão de Manuel de Arriaga.

Manuel Loff, Sofia Ferreira